Encontre seu simulado:

16 de out de 2013

Simulado do livro: Inclusão Escolar: o que é ? por quê? como fazer? - Maria Teresa Egler Mantoan (2006)

01. (VUNESP/2014) George, professor da disciplina Inclusão Escolar em um curso de Pedagogia, debateu com seus alunos as ideias presentes na obra Inclusão escolar: O que é? Por quê? Como fazer? (MANTOAN, 2006). Ao final do debate, os estudantes ficaram cientes de que, segundo essa autora, a inclusão

(A) admite exceções, pois respeita o ritmo de aprendizagem de cada um, bem como suas limitações, baseando-se na pedagogia da complacência.

(B) implica  uma  mudança  de  perspectiva  educacional, a qual propõe um modo de organização do sistema educacional que considera as necessidades de todos.

(C) propõe que a escola mantenha intocadas sua estrutura e sua organização, pois são os alunos que precisam se adaptar às suas exigências e às exigências do mundo.

(D) é feita fundamentalmente pela convivência entre pares  e  pela  socialização,  procurando  não  dar  muito destaque à diferença.

(E) deve ser restrita e gradativa, baseada na cooperação e na solidariedade, respeitando e valorizando as

diferenças.

02. (VUNESP/2012) Mantoan declara que a exclusão escolar se manifesta das mais diversas maneiras, e quase sempre o que está em jogo é a ignorância do aluno. Para a autora, isso

(A) acontece pela falta de aperfeiçoamento permanente dos profissionais da educação e do aprimoramento
das práticas pedagógicas.

(B) reforça a necessidade de um modelo didático-pedagógico e de gestão educacional capaz de atender as
diferenças.

(C) ocorre porque a escola se democratizou, abrindo-se a novos grupos sociais, mas não aos novos conhecimentos.

(D) pode ser modificado buscando aliar o trabalho de fundamentação teórica com as vivências das redes
de apoio à inclusão.

(E) implica na melhoria das estruturas de acessibilidades físicas, materiais, financeiras e tecnológicas das
escolas.

03. (VUNESP/2012) Na integração escolar, o aluno tem acesso às escolas por meio de um leque de possibilidades educacionais, que vai da sua inserção às salas de aula do ensino regular ao ensino especial. Para Mantoan, essa concepção de integração escolar é vista como

(A) oportunidade de ter acesso a outros atendimentos especializados.

(B) opção de atendimento educacional especializado aos serviços disponíveis.

(C) estratégia de atendimento especial àqueles alunos que necessitem desse serviço.

(D) inserção parcial, porque o sistema prevê serviços educacionais segregados.

(E) necessária ao aluno com vistas à sua inserção na sala de aula.

04. (VUNESP/2012) De acordo com Mantoan, a escola brasileira é marcada pelo fracasso e pela evasão de uma parte significativa de seus alunos. Segundo a autora, esse fracasso

(A) leva a escola a analisar sua forma de ensinar, o quê, o como e para quem, enfrentando os desafios postos pela evasão, repetência, discriminação, exclusão.

(B) continua sendo do aluno, uma vez que a escola reluta em admiti-lo como seu e lhe atribui deficiências que são do próprio ensino ministrado por ela.

(C) provoca a escola a assumir sua identidade, refletindo sobre a prática pedagógica como necessidade de se reavaliar a fim de que possa haver avanços na educação.

(D) pode gerar avaliações externas com percentual de indicadores abaixo do esperado, causando forte impacto no ensino.

(E) torna necessária a criação de propostas e políticas de inclusão educacional que de fato contemplem as
diferenças no interior da escola.

05. (VUNESP/2012) Mantoan afirma que a escola aberta a todos é o grande alvo e, ao mesmo tempo, o grande problema da educação nestes novos tempos. Mudar a escola é ter que enfrentar muitas frentes de trabalho com tarefas fundamentais para a sua realização. Na visão da autora, essas tarefas são:

I. criar estratégias de parceria entre as diversas instituições com trabalho social e comunitário, governamental e não governamental;

II. recriar o modelo educativo escolar, tendo como eixo o ensino para todos;

III. garantir aos alunos tempo e liberdade para aprender, bem como um ensino que não segregue e que reprove a repetência;

IV. acompanhar o processo de aprendizagem do aluno com necessidades educacionais especiais, favorecendo a interlocução dos segmentos da comunidade escolar;

V. articular a mediação entre a sala de aula com o atendimento educacional especializado, o atendimento com a saúde e assistência à família.

Está correto o contido apenas em

(A) I e II.

(B) I e III.

(C) II e III.

(D) III e IV.

(E) IV e V.

GABARITO

01 - B
02 -
03 -
04 -
05 - C

Um comentário:

Kelly disse...


PARABÉNS PELA DEDICAÇÃO!!!!


POSTEI ERRADO! ESSA É A CORRETA


Mantoan (2006) aponta que a escola para atender a todos precisa mudar, mais precisamente o ensino nela ministrado. Para a referida autora muitas são as tarefas a serem enfrentadas. Assinale a alternativa que contempla as indicações da autora.
I Recriar o modelo educativo escolar, tendo como eixo o ensino para todos.
II Garantir aos alunos tempo e liberdade para aprender, bem como um ensino que não segregue e que reprova a repetência.
III Reorganizar as escolas em seus aspectos pedagógicos e administrativos.
Assinale a alternativa correta.
(A) Somente a afirmativa III é verdadeira
(B) Todas as afirmativas são verdadeiras.
(C) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
(D) Somente as afirmativa II e III são verdadeiras.
(E) Somente a afirmativa I é verdadeira.



RESPOSTA: B

Mantoan aponta que “o atendimento especializado
deve estar disponível em todas os níveis de ensino, de
preferência na rede regular de ensino, desde a
educação infantil até a universidade”(2006, p.27).
Tomando como base essa colocação, é possível dizer
que a Educação Especial na perspectiva da educação
inclusiva pode ser definida como
(A) modalidade de ensino que substitui o ensino de
crianças com necessidades educacionais
especiais matriculadas em escolas públicas.
(B) modalidade de ensino que perpassa, como
complemento ou suplemento, todas as etapas e
os níveis de ensino, desde a educação infantil até
o ensino superior.
(C) modalidade de ensino que promove a
escolarização de crianças com necessidades
educacionais especiais, incapazes de freqüentar
a escola comum.
(D) modalidade de ensino que orienta atua
exclusivamente no atendimento de crianças com
necessidades educacionais especiais
matriculadas em classes especiais.
(E) modalidade de ensino que integra exclusivamente
outras modalidades de ensino, como a educação
de jovens e adultos e a educação profissional.


RESPOSTA B

Leia também:

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...